13 de mai de 2012

Dia das mães



 Hoje em homenagem do Dias das Mães trouxe uma foto das quatro gerações da minha família. Minha Vó Lia, minha mãe Nice, euzinha e a Ellóa minha filhota.
Essa foto tem três anos, foi tirada no aniversário de 85 da minha vovó, como não moramos na mesma cidade aproveitamos o encontro para registrar essa linha do tempo viva. Amei!


Essa data me fez refletir...
As mães deviam ter mais dias delas durante o ano. Nós realmente somos verdadeiras guerreiras!!!
Como já disse que depois que me tornei mãe pude realmente compreender o valor da minha. Posso dizer que essa "profissão" é doação quase completa! Ser mãe tem suas dores e delícias, suas idas e vindas na correria dia a dia. Começa quando descobrimos que estamos grávidas e não termina nunca mais...


Meus pais se separaram quando eu era nova, sempre morei com a minha mãe e sempre tive uma relação muito singular com ela. Fui criada de uma forma muito livre porém cheia de avisos, dicas e informações. Podia fazer tudo o que quisesse, mas sempre teria que assumir minhas responsabilidades. Isso me fazia pensar antes de agir. Mesmo assim nunca perdi meu lado dramático e apaixonante de viver a vida. E que muuuuuitas vezes entrava em atrito com o modo de ver a vida que minha mãe tinha.


Minha mãe é uma pessoa forte e me criou para ser assim. Veio de família batalhadora e sempre correu atrás daquilo que queria ou precisava. Eu sou assim também...
E hoje neste dia das mãe eu ouvindo Cazuza, que gosto por causa da minha mãe, penso sobre que mãe quero ser para minha filha Ou já estou sendo.
 Então percebo o tamanho da responsabilidade que é ser mãe.


Mamy obrigada por você ser assim.

Nenhum comentário: